Contratados do Vasco para “resolverem”, Vital e Nenê chegam em baixa para Majestoso

Contratados do Vasco para “resolverem”, Vital e Nenê chegam em baixa para Majestoso

9 de novembro de 2018 Off Por Clayton Lima
3 Vistos
Contratados do Vasco para “resolverem”, Vital e Nenê chegam em baixa para Majestoso

“Nos grandes jogos que aparecem os grandes jogadores” é, ao mesmo tempo, um ditado popular do mundo futebolístico para justificar atletas que estão em um momento de baixa serem escalados em duelos decisivos e também para representar dois personagens especiais do clássico do próximo sábado, que acontece na Arena de Itaquera, às 17h (de Brasília) entre Corinthians e São Paulo: Mateus Vital e Nenê.

Contratados junto ao Vasco como “as soluções”, a dupla de meio-campistas, elogiados pela qualidade técnica e considerados típicos camisas 10 pelo estilo de jogo, não tem feito valer as referências em seus novos clubes. Esperados para resolverem o problema da criatividade de dois times em busca de jogadores “cerebrais”, nem Vital nem Nenê chegam ao Majestoso sob alarde. Muito pelo contrário, devem iniciar no banco de reservas.

Veja também: Com muitas alterações, Timão e Tricolor voltam a duelar no Brasileiro

Vital busca protagonismo esperado desde sua chegada

Contratados do Vasco para “resolverem”, Vital e Nenê chegam em baixa para Majestoso

Vital veio ao Corinthians com status de promessa, mas por enquanto não vingou (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Com apenas 19 anos, Mateus Vital foi contratado do Vasco pelo Corinthians neste ano e chegou com status de promessa. Em um elenco com nível técnico abaixo da média recente do Timão, além do desmanche que atingiria o time paulista na temporada, o meia tinha tudo para ser uma solução aos problemas do setor intermediário do Timão.

Entretanto, antes da disputa do Majestoso deste sábado, na Arena, às 17h00 (horário de Brasília), Vital encontra-se no banco de reservas do Corinthians e perdeu espaço com o técnico Jair Ventura. Assim como Nenê, o jogador chegou do Vasco com boa expectativa, mas não vai jogar o clássico contra o São Paulo.

Para a partida, o comandante do Timão esboça Ralf, Douglas e Jadson no setor de meio de campo. A tendência é que, caso Vital entre no jogo, seja no lugar do destaque Jadson, na armação de jogadas. Ralf faz a proteção da zaga e, no lugar de Douglas, o chileno Araos é o favorito a entrar, já que chegou até a treinar na posição durante a semana.

“Montanha-russa”, Nenê vive seu pior momento no São Paulo

Contratados do Vasco para “resolverem”, Vital e Nenê chegam em baixa para Majestoso

Nenê virou reserva no São Paulo (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Oscilação. Esse é um termo que resume rapidamente a temporada de Nenê com a camisa do São Paulo em 2018. Contratado com a responsabilidade de substituir Hernanes, fundamental na campanha tricolor contra o descenso em 2017, e para ser o pilar de experiência de um elenco em reconstrução, o meia demorou a engrenar com a camisa tricolor, frequentou o banco de reservas com Dorival Júnior, mas se reencontrou com as boas atuações sob os comandos de Diego Aguirre.

O destaque, porém, foi embora com as 19 primeiras rodadas. Junto com o próprio time, o camisa 10 caiu drasticamente de rendimento, deixou de marcar gols, dar assistências e, como consequência, voltou à condição de suplente. A insatisfação com a reserva, inclusive, é um dos temas mais comentados atualmente no São Paulo, forçando até Lugano, hoje Superintendente de Relações Institucionais do clube, a comentar sobre “biquinho” do meia.

Saídas rápidas do Morumbi, “cara feia” e reclamações por ser substituído. Tudo isso versus a qualidade técnica, a liderança e o potencial de um jogador mesmo já em reta final de carreira. Nenê frequentou os dois mundos em uma única temporada e chega no Majestoso deste sábado, se confirmada a tendência, como opção para tentar, ao mesmo tempo, se ajudar e contribuir para um São Paulo melhor na reta final do Brasileiro.

O post Contratados do Vasco para “resolverem”, Vital e Nenê chegam em baixa para Majestoso apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.