Furacão vence o Cruzeiro e segue firme na luta por vaga na Libertadores

Furacão vence o Cruzeiro e segue firme na luta por vaga na Libertadores

10 de novembro de 2018 0 Por Clayton Lima
5 Vistos

Cirino abriu a contagem na Arena da Baixada (Miguel Locatelli/CAP)

Mostrando mais uma vez sua força na Arena da Baixada, focado na busca pela vaga na Libertadores da América, o Atlético Paranaense bateu o Cruzeiro por 2 a 0 e segue subindo na classificação do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Rubro-Negro chegou aos 46 pontos, na sexta colocação. A Raposa está em nono, com os mesmos 46 pontos.

O Furacão abriu o placar logo aos nove minutos do primeiro tempo, com Marcelo Cirino, que aproveitou lançamento perfeito de Bruno Guimarães para chutar e estufar a rede. Raphael Veiga aumentou a vantagem, aos 21 minutos.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Vasco da Gama, quarta-feira, em São Januário, no Rio de Janeiro. Já o Cruzeiro terá pela frente o Corinthians, no mesmo dia, no Mineirão, em Belo Horizonte.

O jogo – No seu estilo, o Furacão começou a partida tocando bola, calmamente, estudando o adversário. Pelo lado da Raposa, a primeira tentava foi de muito longe, com Arrascaeta, que aos três minutos chutou pela linha de fundo, com desvio em Welington. Mas, aos nove minutos, Bruno Guimarães deu um belo lançamento para Marcelo Cirino, que chegou batendo de primeira para estufar a rede e abrir a contagem na Baixada.

A Raposa também optava por manter a posse de bola o máximo possível, o que deixava o jogo morno, sem muitas oportunidades criadas. O Rubro-Negro, entretanto, era fatal no contra-ataque. Aos 21 minutos, Raphael Veiga recebeu passe açucarado de Nikão e, na marca do pênalti, bateu para marcar o segundo. O jogo valia muita parara o Atlético, que buscava uma vaga na Libertadores da América.

Nikão queria deixar a marca dele e, aos 27 minutos, abriu espaço e mandou um chute venenoso para boa defesa de Fábio. A resposta veio em um chute forte de Thiago Neves, que Santos defendeu com tranquilidade. O Cruzeiro cresceu na partia e chegou com perigo aos 37 minutos, com cruzamento para Henrique que Nikão se jogou na bola para interceptar. Levantamento na área mineira, aos 46 minutos, Léo Pereira pegou o rebote e chutou para fora.

Para a etapa final, o Atlético voltou com Diego Ferreira no lugar de Jonathan. O panorama da partida seguia semelhante, com muita posse de bola pelos dois lados e pouca trabalho para os goleiros. Aos nove minutos, cobrança de falta para Nikão, na entrada da área, mas o atacante carimbou a barreira. Em campo o clima esquentou entre os times, com muita reclamação e jogadas um pouco mais duras.

Chance mesmo, apenas aos 18 minutos, em contra-ataque nos pés de Renan Lodi, que cruzou para Raphael Veiga testar por cima da meta. A partida seguia parando demais, com os jogadores nervosos. Um verdadeiro festival de cartões amarelos distribuídos por Anderson Daronco. Apenas aos 38 minutos, uma nova jogada de ataque, triangulação que terminou nos pés de Nikão, que chutou pela linha de fundo. Aos 42 minutos, Rafael Sóbis cobrou falta e carimbou a defesa atleticana. Segundo tempo de pouco futebol, mas suficiente para o Furacão administrar o resultado.

ATLÉTICO-PR 2 X 0 CRUZEIRO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 10 de novembro de 2018, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
Cartões amarelos: Jonathan, Wellington, Bruno Guimaraes e Léo Pereira (Atlético-PR); Henrique, Manoel, Cabral, Romero, Rafael Sóbis, Arrascaeta e Edilson (Cruzeiro)

Gols
ATLÉTICO-PR: Marcelo Cirino, aos 09 minutos e Raphael Veiga, aos 21 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan (Diego Ferreira), Thiago Heleno, Léo Pereira, Renan Lodi; Bruno Guimarães (Camacho), Wellington, Raphael Veiga; Marcelo Cirino (Rony), Nikão e Pablo.
Técnico: Evandro Forneri (auxiliar)

CRUZEIRO: Fabio, Edilson (Lucas Romero), Manoel, Léo e Egídio; Henrique, Cabral, Robinho (Barcos), Arracaeta e Thiago Neves; Raniel (Rafael Sóbis)
Técnico: Mano Menezes

O post Furacão vence o Cruzeiro e segue firme na luta por vaga na Libertadores apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.