Com “Venenosa”, “Balanço Geral” bate recorde histórico em 2018

Balanço Geral
Reinaldo Gottino, Renato Lombardi e Fabíola Reipert, do “Balanço Geral” (Imagem: Divulgação / Record)

Carrasco do “Vídeo Show”, o quadro “A Hora da Venenosa” ajudou o “Balanço Geral” a alcançar recordes históricos em 2018. O jornalístico, apresentado por Reinaldo Gottino, consolidou a vice-liderança absoluta de audiência, com os melhores índices desde a estreia em 2012, além de mais de dez minutos em primeiro lugar.

Foram 8,6 pontos, com 19,5% de participação no número de televisores ligados (share); o SBT, em terceiro, acumulou 7,3 de média, com 17% de share. Ao todo, foram 10.102 em primeiro lugar.

Já “A Hora da Venenosa” – que, além de Gottino, conta com Fabíola Reipert e Renato Lombardi, arrebatou a liderança, vencendo a Globo nos décimos: 9,9 pontos, com 23% de share x 9,6 de média, com 22% de share. O quadro costuma ser exibido entre 14h e 15h.

Este resultado, certamente, levou a Globo a extinguir o “Vídeo Show”, nesta sexta-feira (11). O programa já havia apresentado médias similares em anos anteriores; a vice-liderança na média anual, porém, só veio em 2018. A emissora ainda não se manifestou oficialmente a respeito do substituto do “VS”; num primeiro momento, a “Sessão da Tarde”, o “Vale a Pena Ver de Novo” e reprises de “A Grande Família” ocupam a faixa.

Marcos Mion pode assumir horário de Fábio Porchat na Record

Enquanto correm os boatos acerca da chegada de Fábio Porchat à Globo – dividindo programa com Fernanda Gentil, no horário do agora extinto “Vídeo Show” -, Marcos Mion prepara-se para, quem sabe, assumir a faixa que pertencia ao ex-colega de emissora. Segundo informações da jornalista Patrícia Kogut, Mion irá apresentar à direção da Record um projeto para o horário antes ocupado pelo “Programa do Porchat”.

Após renovar contrato com a casa, por mais três anos, Marcos Mion curte merecidas férias, enquanto trabalha na proposta de sua nova atração. Cabe lembrar que o apresentador chegou à Record em 2010, no comando do “Legendários”, também criação sua. O programa foi extinto em 2017. No mesmo ano, Mion capitaneou o reality “A Casa”; ano passado, assumiu “A Fazenda”.

A atuação de Marcos Mion à frente do reality rural foi bastante elogiada por público e crítica. Já “A Casa” padeceu com índices aquém das expectativas e comentários desabonadores. Antes cotado para um nova temporada em 2019, o formato foi definitivamente descartado, segundo informações do jornalista Flávio Ricco. A Record, contudo, deve buscar alternativas para o apresentador, até a próxima temporada de “A Fazenda”.

O post Com “Venenosa”, “Balanço Geral” bate recorde histórico em 2018 apareceu primeiro em RD1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Advertisment ad adsense adlogger