Avião russo incendiado teve danos típicos causados por raios

Acidente deixou 41 mortos em maio
REUTERS/Tatyana Makeyeva/06.05.2019

O Comitê Interestatal de Aviação da Rússia (IAC, em inglês) indicou nesta sexta-feira (14) que o avião Sukhoi Superjato SSJ-100 que realizou uma aterrissagem de emergência em maio em um aeroporto de Moscou e que pegou fogo, causando a morte de 41 passageiros, mostra danos típicos do impacto de um raio.

“Ao inspecionar a fuselagem, incluída a parte dianteira, e avaliar o estado dos elementos da antena, dos sensores, das luzes das portas e dos vidros da cabine, foram detectados danos típicos provocados pelo impacto de um raio”, afirma o relatório preliminar da IAC, segundo recolhe a agência RIA Novosti.

De acordo com o documento, não houve erros nos equipamentos, salvo os que ocorreram depois do impacto do raio, como a desativação do piloto automático e da linha de comunicação, segundo a agência Interfax.

A partir desse momento, houve um registro incorreto dos comandos únicos e dos valores dos parâmetros analógicos.

O documento destaca que a tripulação não formulou nenhuma queixa relacionada com o funcionamento do equipamento aéreo durante o voo anterior.

Outro relatório prévio da agência de aviação russa “Rosaviatsia” apontou, no entanto, para um erro dos pilotos, dado que o capitão do SSJ-100 realizou movimentos bruscos com o manche de comando antes do acidente, desestabilizando o nariz do avião.

O relatório afirma, além disso, que o aparelho começou a manobra de aterrissagem com 1,6 toneladas de sobrepeso, erro que finalmente foi desastroso.

O SSJ-100, o primeiro avião civil projetado na Rússia após o fim da URSS, decolou do maior aeroporto de Moscou, Sheremetievo, às 18h02 local (12h02, em Brasília) de 5 de maio, mas menos de meia hora retornou ao aeroporto de partida, onde fez uma aterrissagem de emergência.

Ao chegar, o avião, com os tanques de combustível cheios, se chocou contra a pista e explodiu em chamas.

No incêndio, morreram 41 dos 78 ocupantes do avião, incluído um membro da tripulação.