Por Que Mulheres Grávidas Devem Comer Chocolate?

44 Vistos

Grávida comendo chocolate

Durante a gravidez, sabemos que a vontade por certos alimentos aumenta para as mulheres, e o chocolate certamente está entre o topo dessa lista. Mulheres grávidas dificilmente conseguem resistir a esse desejo, mas você sabia que, na verdade, elas nem deveriam lutar contra ele? Confira aqui por quê.

Como o chocolate contribui para a saúde de grávidas

O chocolate contém magnésio, flavonoides e substâncias que promovem a liberação de endorfinas. Eles contribuem para uma melhor saúde tanto da mãe quanto do bebê na gravidez.

Primeiramente, os flavonoides são antioxidantes poderosos, que ajudam a combater os radicais livres do corpo e reduzem o estresse oxidativo do organismo. A pré-eclâmpsia ocorre por conta desse estresse oxidativo e causa uma redução do fluxo de sangue para o feto por conta do aumento da pressão sanguínea da mãe e o excesso de proteína na urina, representando um grande risco para a mãe e o bebê.

Já o magnésio é conhecido por ser um mineral antiestresse que ajuda no melhor funcionamento do sistema nervoso e é um importante nutriente para todo o nosso sistema cardiovascular. Durante a gravidez, a falta de magnésio pode levar ao atraso no desenvolvimento do feto e ao parto prematuro.

No segundo trimestre da gravidez, frequentemente ocorre a falta de magnésio, e o próprio corpo urge pelo consumo de alimentos que sejam fontes desse mineral. Em 100 gramas de cacau há cerca de 420 mg de magnésio!

Por fim, você já notou que comer chocolate traz uma sensação de alegria, calmaria e leveza? Isso ocorre por conta das suas substâncias que promovem a liberação de endorfina, o hormônio da felicidade. Na gravidez, enquanto a mãe estiver feliz, o bebê vai estar feliz também!

Como o chocolate pode fazer mal para a mãe e o bebê?

O chocolate também contém cafeína, e a quantidade de cafeína consumida por dia durante a gestação não deve passar dos 200 mg. Portanto, tome cuidado ao consumir chocolate juntamente com outras fontes de cafeína no seu dia a dia, como o próprio café e alguns chás.

Em 100 gramas de cacau, há cerca de 230 mg de cafeína, ou seja, em um pedaço de chocolate você pode acabar ingerindo cerca de 150 mg de cafeína, dependendo do teor de cacau que está em seu chocolate.

Diabetes gestacional

Se você por acaso tiver sido diagnosticada com diabetes gestacional, há a saída de consumir opções de chocolate com menor teor de açúcar. O chocolate amargo, com maior teor de cacau, traz, em contrapartida, maior quantidade de cafeína, então fique atenta ao limite que já citamos acima.

Você imaginava que mulheres grávidas podem e até devem comer chocolate por conta desses benefícios? Comeu chocolate durante a sua gestação? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.