Gengibre para o Cabelo Funciona?

Gengibre para o cabelo

Conhecido por conter efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes, o gengibre já foi associado a benefícios como poder ajudar a tratar a náusea e a indigestão, poder contribuir com a diminuição de dores menstruais, poder auxiliar a diminuição dos níveis do colesterol ruim (também conhecido como LDL) e poder colaborar com a diminuição do risco de infecções.

Costumamos encontrar o gengibre em chás, sucos, saladas, conservas, sopas, molhos, balas, pães, bolos, doces, geleias e xaropes. Mas você já ouviu falar a respeito do uso de gengibre para o cabelo?

Será que usar o gengibre para o cabelo dá certo?

Especialistas afirmam que o gengibre é excelente para auxiliar o processo de crescimento dos cabelos e estimula os folículos do couro cabeludo, nutre os fios e combate a queda dos cabelos.

Conforme escreveu a mestre naturalista MH Dyer, em artigo
publicado, o óleo de gengibre melhora a circulação e pode até estimular o
crescimento dos cabelos.

“Adicionalmente, o óleo de gengibre, que contém propriedades anti-inflamatórias, é uma maneira efetiva e natural de controlar a caspa”, declarou.

No entanto, MH Dyer alertou que as pessoas que têm o couro
cabeludo sensível ou em erupção não devem utilizar o óleo de gengibre.

Além disso, vale destacar não é todo mundo da área dos cuidados com os cabelos que concorda com essa ideia de que o uso gengibre para os cabelos traz bons resultados.

Por outro lado

De acordo com informações da Belgravia Centre, uma clínica de perda de cabelos de Londres, no Reino Unido, o rumor que afirma que usar o gengibre para o cabelo previne a queda de cabelo é infundado e trata-se de um mito.

A clínica explicou que a ação de massagear o couro cabeludo, seja com o gengibre ou não, pode aumentar o fluxo sanguíneo da área, algo que pode ser útil, desde que seja usado como uma terapia adicional a um tratamento para queda de cabelos composto por medicamentos clinicamente provados.

Segundo a Belagravia Centre, além de não haver benefícios mensuráveis decorrentes do ato de esfregar gengibre no couro cabeludo em relação ao combate à perda de cabelos, acredita-se que o alimento pode provocar irritação na pele em algumas pessoas. Portanto, pense bem e tenha cuidado antes de decidir esfregar o gengibre contra a sua pele.

A nutrição do gengibre

A clínica afirmou ainda que, quando se fala em melhorar a condição dos cabelos, a raiz fresca de gengibre é mais benéfica quando consumida por meios das refeições do que se aplicada diretamente no couro cabeludo.

A Belgravia Centre, no entanto, destaca que isso não vai eliminar ou tratar a calvície, ainda que possa contribuir com a melhoria da saúde dos cabelos, graças ao fato de conter magnésio e vitamina B6, além de vitamina C, porém, em uma escala mais baixa.

De acordo com a clínica, todos esses nutrientes são conhecidos por colaborar com o crescimento saudável dos cabelos e podem melhorar a vitalidade dos fios quando ingeridos como parte de equilibrada de maneira geral.

Portanto, vale a pena incluir na alimentação toda uma variedade de alimentos que forneçam esses nutrientes – não somente o gengibre. Falando nele, vale lembrar que o consumo do alimento exige alguns cuidados.

Isso porque em artigo, a mestra em bioquímica Naomi Parks alertou que o chá de gengibre não pode ser consumido por pessoas que sofrem com a diabetes, por mulheres que estejam grávidas ou mulheres que se encontrem no processo de amamentação.

A
Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos alerta que pessoas que fazem
uso de medicamentos diluidores do sangue (anticoagulantes) devem evitar os
suplementos de gengibre, e mulheres que estejam amamentando e pessoas com
distúrbios hemorrágicos, condições cardíacas e diabetes também devem evitar os
suplementos de gengibre.

A Belgravia Centre destacou que o gengibre pode interagir com medicamentos usados para prevenir a coagulação sanguínea e remédios destinados à diminuição dos níveis de açúcar no sangue.

Quem tem histórico de problemas na vesícula biliar deve consultar o médico antes de tomar o chá de gengibre.

Com
isso, para quem está grávida ou amamentando, crianças, adolescentes, idosos e
pessoas que têm qualquer doença e condição de saúde, também vale a pena
consultar o médico antes de utilizar qualquer forma do gengibre. Para os
outros, é importante não exagerar no consumo de qualquer forma da raiz.

De
acordo com informações, a regra geral consiste em não consumir mais do que 4 g
de gengibre diariamente.

Procure ajuda profissional

“Existem tratamentos disponíveis para a perda de cabelo que são medicamente aprovados e frequentemente produzem resultados significativos, mas primeiro é importante conseguir um diagnóstico profissional da sua condição”, alertou a Belgravia Centre.

Ou seja, se você sofre com caspa, queda de cabelo, deseja fazer
seu cabelo crescer, apresenta algum problema na estrutura dos fios ou imagina
que tem algum tipo de disfunção capilar, é fundamental que procure a ajuda de
um médico dermatologista para saber do que se trata a sua condição, descobrir
qual é o tratamento apropriado e se o gengibre pode ser utilizado dentro desse
tratamento.

Ficar testando diversas receitas caseiras como o gengibre para o cabelo sem saber qual realmente é a causa do problema e como ele deve ser tratado, pode fazer com que você perca um precioso tempo em seu tratamento e não tenha a solução por tratar somente os sintomas e não as causas que o provocaram.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar no uso do gengibre para o cabelo? Conhece alguém que tenha usado e tido bons resultados? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.