Com gols de Vargas e Neto, Galo chega à sétima vitória seguida na Série A e fica a um ponto do líder Palmeiras

Vargas, de pênalti, abriu o placar na vitória do Galo (Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)

Em ótimo momento, o Atlético demonstrou força novamente e conquistou a sétima vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o Galo recebeu o Athletico-PR no Mineirão e triunfou por 2 a 0, em duelo pela 14ª rodada da Série AEduardo Vargas, de pênalti, e Neto marcaram os gols alvinegros no segundo tempo da partida. Com o resultado, o time de Cuca chegou a dez jogos de invencibilidade na temporada.

O Atlético segue na segunda colocação do Campeonato Brasileiro, agora com 31 pontos, um a menos que o líder Palmeiras. O Athletico-PR fica em sexto lugar, com 23 pontos.

Na rodada seguinte do Brasileiro, o Atlético visita o Juventude no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, no domingo que vem, às 16h.  Antes, o Alvinegro decide classificação contra o Bahia na Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 21h30, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. O Galo tem a vantagem do empate ou derrota por até um gol de diferença para avançar às quartas de final do torneio.

Já o Athletico-PR encara o São Paulo na próxima rodada do Brasileiro. no sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba. Na quarta, os paranaenses também buscam classificação na Copa do Brasil, diante do Atlético-GO, em Goiânia. O Furacão está em vantagem na disputa pela vaga nas quartas de final.

O jogo – O primeiro tempo no Mineirão foi morno, com poucas oportunidades para as equipes. Desfalcado de Hulk, o Atlético manteve o domínio da bola durante a etapa e trocou passes pela intermediária. No entanto, a equipe teve dificuldades para encontrar espaços. Nacho Fernández criou as jogadas mais efetivas do Galo, mas sem o habitual brilhantismo. Consistente na defesa, o Athletico-PR pouco arriscou na frente e permaneceu à espera de chances de contra-ataque. A etapa terminou com 66% de posse para o Alvinegro.

No segundo tempo, o Atlético tentou aumentar a ofensividade com a entrada do atacante Eduardo Vargas no lugar do meio-campista Tchê Tchê. Apesar da mudança, foi o Furacão que assustou nos primeiros minutos da etapa, com finalizações perigosas de Jadson e Cittadini. Aos 13 minutos, o Galo saiu em vantagem no Mineirão. Após boa trama entre Vargas e Savarino, Nacho entrou na área e foi derrubado por Richard: pênalti. Vargas foi para a cobrança e bateu forte no canto esquerdo: 1 a 0.

Aos 23 minutos, brilhou a estrela de Neto. Apenas cinco minutos depois de entrar em campo no lugar do lesionado Zaracho, o jovem meio-campista recebeu passe de Vargas na entrada da área e bateu para o gol. A bola desviou em Pedro Henrique e enganou o goleiro Bento: 2 a 0. Embalado, o Galo quase marcou o terceiro com Eduardo Sasha. O atacante aproveitou cruzamento de Dodô e completou de peixinho, mas rente à trave de Bento.

Com boa vantagem construída, o Atlético desacelerou na partida. Entraram no time Calebe, Réver e Hyoran nos lugares de Dodô, Sasha e Allan. Nos instantes finais, Eduardo Vargas foi expulso por cotovelada em Pedro Henrique. No entanto, o resultado positivo dos mineiros não foi afetado.

Atlético 2 x 0 Athletico-PR

Atlético: Everson; Mariano, Nathan Silva, Júnior Alonso e Dodô (Calebe, aos 33’2ºT); Allan (Hyoran, aos 41’2ºT), Tchê Tchê (Vargas, no intervalo), Zaracho (Neto, aos 19’2ºT) e Nacho Fernández; Savarino e Sasha (Réver, aos 33’2ºT).

Técnico: Cuquinha (Cuca suspenso).

 
Athletico-PR: Bento; Khellven (Marcinho, aos 17’2ºT), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolas; Richard (Erick, aos 29’2ºT), Léo Cittadini, Jadson (Terans, aos 17’2ºT)  e Fernando Canensin(Christian, no intervalo); Carlos Eduardo (Jaderson, aos 25’2ºT) e Renato Kayzer. Técnico: António Oliveira.
Gols: Eduardo Vargas, aos 15’2ºT, e Neto, aos 23’2ºT
Cartões amarelos: Mariano, Neto, Eduardo Vargas (Atlético); Thiago Heleno, Erick e Christian (Athletico-PR)
Cartão vermelho: Eduardo Vargas (Atlético)
 
Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: 1 de agosto (domingo)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (FIFA/SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e  Alex dos Santos (CBF/SC)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Goncalves Lima (CBF/RS)
Fonte: Superesportes