O vulcão Cumbre Vieja mantém uma intensa atividade.

Vulcão Cumbre Vieja em erupção, La Palma, Canárias Foto: CARLOS DE SAA

O confinamento que ontem foi decretado para mais de três mil pessoas, depois da lava do vulcão de La Palma ter atingido uma cimenteira e terem sido libertados gases tóxicos, foi hoje levantado.

O Cumbre Vieja mantém uma intensa atividade e o fim da erupção não se prevê para breve.

SISMOS CONTINUAM

Os sismos também continuam e nas últimas horas foi registado um terramoto de magnitude 4,1 na escala de Richter e cujo centro estava a uma profundidade de 13 quilómetros.

Os aeroportos das Ilhas Canárias estão operacionais, embora as companhias aéreas cancelem voos para La Palma.

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção em 19 de setembro, obrigando à retirada de mais de 6.000 pessoas das zonas afetadas.

A erupção afetou o cultivo da banana e o turismo, as principais fontes de receitas da ilha, onde vivem cerca de 85.000 pessoas.

Lava do vulcão de La Palma já destruiu mais de 1.200 edifícios

O vulcão da ilha espanhola de La Palma continua a gerar rios de lama e a destruir edifícios. Desde 19 de setembro, mais de 1.200 edifícios foram engolidos pela lava.

O novo fluxo de lava do vulcão da ilha espanhola de La Palma, com temperaturas até 1.240 graus Celsius, destruiu os poucos edifícios ainda intactos a norte de Todoque. Seis mil pessoas foram retiradas das áreas atingidas.

Por enquanto, os aeroportos das Canárias mantêm-se operacionais, mas as nuvens de cinza podem obrigar ao encerramento do aeroporto de La Palma.

Nas últimas 48 horas, o Instituto Nacional Geográfico espanhol registou 214 sismos.

Vulcão em La Palma atinge fábrica de cimento e deixa mais de 3 mil desabrigados

Fonte: SIC Notícias