• 21 de outubro de 2021 1:59 am

Assistir México x Brasil Futebol Masculino AO VIVO na TV e Online | TÓQUIO 2020

México x Brasil: onde assistir semifinal do Futebol Masculino AO VIVO

Invicta, seleção brasileira busca a terceira final seguida de Olimpíadas e revê algoz na decisão dos Jogos de 2012, em Londres; México tem melhor ataque do torneio.

Em busca de uma vaga na final do torneio masculino de futebol das Olimpíadas, México e Brasil se enfrentam nesta terça-feira. A partida entre os dois últimos campeões do torneio acontecerá no Estádio de Kashima, às 5h (de Brasília).

O duelo marca o reencontro das seleções finalistas nas Olimpíadas de Londres, em 2012. Na ocasião, o México levou a melhor e ficou com o ouro, ao vencer por 2 a 1.

Em defesa do ouro olímpico e tentando alcançar a terceira final seguida , o Brasil – que é maior medalhista do futebol masculino, com um ouro, três pratas e dois bronzes – chega invicto. Até aqui, venceu três partidas e empatou uma, com oito gols marcados e três sofridos.

Já os mexicanos vêm de goleada por 6 a 3 sobre a Coreia do Sul nas quartas de final e têm o melhor ataque da competição, com 14 gols marcados. Na história, o México conquistou somente uma medalha no futebol masculino (justamente contra o Brasil, em 2012).

Quem passar, fará a decisão no sábado, em Yokohama, contra o vencedor do duelo entre Espanha e Japão – eles se enfrentam às 8h nesta terça. As seleções derrotadas disputam o bronze na sexta-feira.

TRANSMISSÃO: A TV Globo, o SporTV, a GloboPlay e o ge transmitem a partida ao vivo. O jogo começa 5h, mas o tempo real no ge começa pelo menos uma hora antes da bola rolar.

Escalações Prováveis

México: técnico Jaime Lozano

A seleção mexicana tem como protagonista um velho conhecido da torcida brasileira: o goleiro Guilhermo Ochoa, de 36 anos, que fechou o gol contra a Seleção na Copa do Mundo de 2014.

Além dele, outros dois jogadores acima de 24 anos são titulares e destaques do México: o meio-campista Luis Romo, do Cruz Azul, e a dupla do América Sebastian Córdova e o atacante Henry Martín.

Dos 22 convocados para as Olimpíadas, apenas um não atua no futebol mexicano: o camisa 10 Diego Laínez, do Betis, da Espanha. Ele começou como titular, mas perdeu a vaga durante a competição.

A “Tri” se classificou em segundo lugar do Grupo A, deixando fora do mata-mata a França, seleção que goleou na estreia por 4 a 1. O primeiro colocado da chave foi o Japão, responsável pela única derrota do México no torneio (2 a 1).

Desfalques: o lateral Jorge Sanchez está suspenso com dois cartões amarelos. Também na esquerda Lozano não deve ter Erick Aguirre, que não deve se recuperar a tempo.

Pendurados: Ninguém.

Brasil: técnico André Jardine

O atacante Matheus Cunha, autor do gol que classificou a seleção brasileira para a semifinal, ainda é dúvida para a decisão. Os médicos vão fazer últimas avaliações e exames para verificar a possibilidade do jogador atuar. O técnico estuda alternativas.

No treino da véspera testou Paulinho e Malcom. O ex-atacante do Vasco já atuou centralizado com Jardine, na última partida do Pré-Olímpico na Colômbia, no início de 2020. Ele marcou um gol na vitória por 3 a 0 – os outros dois foram de Cunha, com quem formou dupla naquela noite.

Em entrevista coletiva, o treinador também não descartou a entrada de Reinier ou mesmo de um jogador de características menos ofensivas, como Matheus Henrique ou Gabriel Menino. Essa hipótese, porém, é menos provável.

O restante da equipe não deve ter modificações.

Desfalques: a dúvida é pela condição de jogo de Matheus Cunha.

Pendurados: Ninguém.

Arbitragem

  • Árbitro: Georgi Kabakov (Bulgária)
  • Assistente 1: Martin Margaritov (Bulgária)
  • Assistente 2: Diyan Valkov (Bulgária)
  • Quarto árbitro: Bamlak Tessema (Etiópia)
  • VAR: Marco Guida (Itália)

Fonte: GE

 

Deixe uma resposta