Manifestantes também protestaram contra o presidente Jair Bolsonaro e contra o aumento da fome no país. Participaram dos atos movimentos sociais e estudantis, organizações sindicais e partidos políticos.

Manifestantes foram às ruas de algumas cidades neste 20 de novembro, data dedicada ao Dia da Consciência Negra, em atos antirracistas e contra o presidente Jair Bolsonaro. Os protestos também incluíram outras pautas sociais, como aumento da fome no Brasil e a disparada na inflação.

Participaram dos atos movimentos sociais e estudantis, organizações sindicais e partidos políticos.

São Paulo

Na capital paulista, manifestantes se reúnem nesta tarde, na Avenida Paulista, para realizarem a 18ª Marcha do Dia da Consciência Negra e protestarem contra Jair Bolsonaro. Houve apresentações de samba, rodas de capoeira e dança. Uma faixa com a frase: “Direitos pela Vida Negra” foi estendida na avenida.

Moradores vão às ruas em manifestação antirracista nas regiões de Sorocaba e Jundiaí — Foto: Arquivo Pessoal

Moradores vão às ruas em manifestação antirracista nas regiões de Sorocaba e Jundiaí — Foto: Arquivo Pessoal

Municípios das regiões de Sorocaba e Jundiaí (SP) também registram protestos antirracistas e contra o governo federal neste 20 de novembro. Além dos protestos, ambas as cidades realizam programação cultural voltada ao Dia da Consciência Negra, como exposição de fotos sobre o período da escravidão na região, apresentações artísticas e feiras.

Rio de Janeiro

O Rio teve manifestações no monumento Zumbi dos Palmares, no Centro, que recebeu uma série de atividades para celebrar a data. Houve dança, capoeira, falas de representantes do movimento negro e críticas ao governo Federal.

O evento acontece durante toda a tarde, com atrações gastronômicas e conta ainda com o Grupo de Maracatu Nação, formado por mulheres.

Cabelos afro foram exaltados em penteados durante evento — Foto: Reprodução TV Globo

Cabelos afro foram exaltados em penteados durante evento — Foto: Reprodução TV Globo

Ceará

O Dia da Consciência Negra também foi marcado por atos em Fortaleza. Os participantes saíram do Passeio Público, no Centro da capital, e caminharam até a Praça dos Leões. Eles exibiram faixas com os dizerem “vidas negras importam” e protestaram contra o preconceito racial, o aumento da fome e da violência contra as mulheres e pediram o impeachment do presidente Bolsonaro.

Minas Gerais

Manifestantes fazem ato contra presidente — Foto: TV Globo/Thiago Phillip

Manifestantes fazem ato contra presidente — Foto: TV Globo/Thiago Phillip

Na capital mineira, Belo Horizonte, o ato aconteceu na Praça da Liberdade. Movimentos sociais que lutam pela igualdade de gênero e contra o racismo participavam do protesto. Os participantes carregaram cartazes contra Bolsonaro e pediram pelo impeachment do presidente.

Santa Catarina

Manifestantes se reuniram para a realização de atos pelo Dia da Consciência Negra e protestar contra o governo do presidente Jair Bolsonaro em pelo menos quatro cidades de Santa Catarina.

Em Florianópolis e Joinville, famílias, movimentos sociais e representantes de partidos políticos pediram moradia digna para todos, o fim da morte das populações negras e o impeachment do presidente da república.

Além destas pautas, em Blumenau e Chapecó os manifestantes também protestaram contra a privatização dos correios.

Goiás

Na capital Goiânia, os manifestantes se concentraram na Praça Universitária, caminharam pela Rua 10, desceram a Avenida Anhanguera e terminaram na Praça do Bandeirante.

O grupo protestou contra o racismo no país e criticou o governo federal, a inflação dos alimentos e a volta do Brasil ao Mapa da Fome.

Pará

Protesto contra Bolsonaro e em alusão ao Dia da Consciência Negra em Belém — Foto: Reginaldo Gonçalves/TV Liberal

Protesto contra Bolsonaro e em alusão ao Dia da Consciência Negra em Belém — Foto: Reginaldo Gonçalves/TV Liberal

A capital Belém e a cidade de Altamira tiveram atos neste sábado contra o racismo, a fome, a reforma administrativa do governo federal. Eles também se manifestaram contra Bolsonaro e defenderam a política de cotas raciais.

Em Altamira, os manifestantes também protestaram pelo fim da discriminação de gênero e da violência contra as mulheres.

Alagoas

Manifestantes de vários municípios de Alagoas subiram a Serra da Barriga, em União dos Palmares – histórico Quilombo dos Palmares -, neste Dia da Consciência Negra, para protestar contra o racismo e contra o presidente Jair Bolsonaro.

Mato Grosso do Sul

Os protestos antirracistas e contrários ao governo federal no Mato Grosso do Sul ocorreram nesta manhã em Campo Grande. O grupo carregou cartazes com os dizeres “Fora Bolsonaro” e contrários a reforma administrativa da PEC 32.

Mato Grosso

Manifestantes fizeram um ato no Centro Histórico de Cuiabá pelo Dia da Consciência Negra e contra Bolsonaro. Segundo os organizadores, o evento reuniu cerca de 200 pessoas.

Pernambuco

Marcha da Consciência Negra foi realizado no Centro do Recife neste sábado (20) — Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press

Marcha da Consciência Negra foi realizado no Centro do Recife neste sábado (20) — Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press

Integrantes de movimentos sociais e de coletivos de pessoas negras do estado de Pernambuco se reuniram no Pátio do Carmo, na área central do Recife, na tarde deste sábado (20), Dia da Consciência Negra. Para protestar contra o racismo e a desigualdade social, que atinge principalmente as pessoas negras, os participantes do ato saíram em caminhada pelas ruas da capital pernambucana.

Fonte: G1