• 16 de setembro de 2021 12:01 pm

Moraes, do STF, determina bloqueio de conta de bolsonarista em rede social

Blogueiro Oswaldo Eustáquio é suspeito de incentivar atos antidemocráticos e já havia sido preso pela PF em investigação. Conta no Twitter foi bloqueada

Oswaldo Eustáquio Foto: Reprodução

BRASÍLIA – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou o bloqueio de contas do blogueiro Oswaldo Eustáquio em redes sociais, sob suspeita do incentivo a ato antidemocrático em manifestação a ser realizada no 7 de setembro.

Em sua conta no Twitter, Eustáquio vinha divulgando declarações do caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé Trovão, que tem articulado um movimento antidemocrático para pedir o impeachment dos ministros do STF no dia 7. O blogueiro chegou a realizar transmissões ao vivo com Zé Trovão, mas com um mandado de prisão em aberto contra ele. A Polícia Federal ainda não localizou o bolsonarista.

Por isso, a conta de Oswaldo Eustáquio no Twitter foi bloqueada. Ele já havia sido investigado no inquérito dos atos antidemocráticos, aberto no ano passado a pedido da Procuraoria-Geral da República (PGR), e chegou a passar um tempo preso.

Procurado, o Twitter disse em nota: “Quando toma medidas em Tweets ou contas, seja por violação às suas regras ou em atendimento a requisições legais, o Twitter deixa um aviso indicando que medida foi tomada e por qual motivo”. Na conta de Eustáquio, consta o aviso de que foi retida “em resposta a uma demanda judicial”.

A plataforma também bloqueou, por violação às suas políticas, contas de bolsonaristas que incentivavam agressões aos ministros do Supremo no ato do dia 7 de setembro.

Segundo a colunista Bela Megale, a Polícia Federal cumpriu um mandato de prisão e prendeu o bolsonarista Márcio Giovani Nique, conhecido nas redes como “professor Marcinho”. A prisão é preventiva, ou seja, sem data para terminar, e foi cumprida em Santa Catarina. Em uma live feita em uma rede social há poucos dias, Márcio Nique afirmou que “um empresário grande está oferecendo uma grana federal que vai sair pela cabeça [do ministro do STF] Alexandre de Moraes, vivo ou morto”. O pedido de prisão foi feito pela PGR e determinado por Moares.

Fonte: O Globo

 

Deixe uma resposta