Temos alerta para o risco de alagamentos pontuais e potencial para transbordamento de córregos e rios; Alerta para a queda de raios; Confira onde e se programe! Grandes áreas de nuvens carregadas se espalham sobre o Norte, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. A circulação de ventos em vários níveis da atmosfera e a  grande disponibilidade de ar quente e úmido que existe sobre o interior do país estimulam a formação das áreas de instabilidade. Vários sistemas meteorológicos influenciam o Brasil nesta semana e favorecem a formação de nuvens carregadas sobre o país. Muitos estados ainda vão receber temporais até o fim da semana.

Grandes áreas de nuvens carregadas se espalham sobre o Norte, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. A circulação de ventos em vários níveis da atmosfera e a  grande disponibilidade de ar quente e úmido que existe sobre o interior do país estimulam a formação das áreas de instabilidade. Vários sistemas meteorológicos influenciam o Brasil nesta semana e favorecem a formação de nuvens carregadas sobre o país. Muitos estados ainda vão receber temporais até o fim da semana.

A atuação de um sistema de baixa pressão atmosférica, a passagem de uma frente fria entre o Sul e o Sudeste e circulação de ventos sobre o Brasil favorecem a formação dessas nuvens carregadas. Confira abaixo a previsão detalhada!

A chuva já atingiu muitas áreas do Brasil desde o início do mês, mas como mostra o mapa do Instituto Nacional de Meteorologia(INMET), os volumes mais expressivos dos últimos 15 dias ficaram concentrados nas áreas do centro-norte do país. Um dos maiores fatores que contribuiu para essa chuva foi a formação de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS).

ZCAS, o que é?

A Zona de Convergência do Atlântico Sul, ZCAS na forma usualmente abreviada, é o principal sistema meteorológico do verão no Brasil responsável por um período prolongado de chuva frequente e volumosa sobre parte das Regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste. Quando a ZCAS se forma, uma extensa faixa de nuvens carregadas persiste sobre o Brasil por vários dias consecutivos, cruzando o país sobre parte da Região Norte, do Centro-Oeste e do Sudeste.

No Centro-Oeste e Norte do Brasil, ainda chove até o fim de semana com risco para temporais em muitos estados. A chuva intensa acumula volumes elevados em curto período. Além disso, há condições para alta incidência de descargas atmosféricas e de rajadas moderadas a fortes de vento.  O sábado permanece chuvoso em grande parte do país; no domingo, o sol reaparece em alguns estados, confira as informações detalhadas de cada região:

Sábado (20)

Sul

O sol predomina por toda a Região Sul do Brasil neste sábado. No leste do Paraná o predomínio é de céu nublado e pode garoar durante o dia. Nas demais áreas do Sul do Brasil e nas capitais Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), tempo firme. Sudeste  Céu nublado com chuva a qualquer hora no leste de São Paulo, no estado do Rio de Janeiro e sul do Espírito Santo. Ocorrem pancadas de chuva intercalando aberturas de sol no norte mineiro. No oeste e noroeste paulista sol, com muitas nuvens e tempo firme. Atenção para a chuva volumosa em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Sudeste 

Céu nublado com chuva a qualquer hora no leste de São Paulo, no estado do Rio de Janeiro e sul do Espírito Santo. Ocorrem pancadas de chuva intercalando aberturas de sol no norte mineiro. No oeste e noroeste paulista sol, com muitas nuvens e tempo firme. Atenção para a chuva volumosa em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Centro-Oeste 

Sol intercalando períodos de chuva sobre o norte de Mato Grosso, norte de Goiás e no Distrito Federal, com volumes altos de chuva nesses locais, como em boa parte de Goiás. Muitas nuvens se formam no norte de Mato Grosso do Sul e chove a qualquer momento. No sul de Mato Grosso do Sul, sol com variação de nuvens e tempo firme.

Nordeste 

Chuva intercalando aberturas de sol no estado do Maranhão, oeste do Piauí e sobre o sudeste e sul baiano. O tempo segue firme na maior parte do interior do Nordeste. Chuva fraca e passageira desde o litoral do Rio Grande do Norte até o litoral do Pernambuco.

Norte 

Sol com pancadas de chuva a partir da tarde na maior parte da Região Norte. No Acre, sul de Rondônia, oeste e leste do Amazonas, Roraima e oeste do Pará, sol com muitas nuvens e chuva a qualquer momento, além de acumulados elevados. Não se descarta o risco para chuva forte ao longo do dia.

Domingo (21)

Sul

O sol aparece forte o dia todo, praticamente sem nuvens e não chove nos três estados da Região. No leste do Paraná e de Santa Catarina, algumas nuvens passam, mas o tempo segue firme.

Sudeste 

O tempo segue carregado com chuva a qualquer momento na maior parte de Minas Gerais e no Espírito Santo. Céu nublado e com garoa no interior do Rio de Janeiro, nas demais áreas do estado e em São Paulo o sol aparece, algumas nuvens passam, mas não chove.

Centro-Oeste 

O céu fica cheio de nuvens e chove em vários momentos na maior parte de Mato Grosso e sobre o centro e norte de Goiás, incluindo a região do Distrito Federal. No norte de Mato Grosso do Sul, o sol aparece e chove a partir da tarde, as demais áreas do estado seguem com tempo firme.

Nordeste 

Sol com pancadas de chuva a tarde no Maranhão, oeste do Piauí, oeste e sul da Bahia. Nas demais áreas da costa leste do Nordeste, chuva rápida e passageira. O tempo segue firme no nordeste baiano e nas demais áreas da Região.

Norte 

Sol entre muitas nuvens e chuva a qualquer momento no Amazonas, em Roraima, Rondônia e oeste do Pará. Nas demais áreas do Norte do país, o sol aparece e chove a partir da tarde com risco de trovoadas. Não se descarta chuva forte em forma de temporais na região.

Previsão de Chuva para os próximos 6 meses 

Novembro tem se mostrado um mês com muita chuva na faixa centro-norte do Brasil e, o resultado do modelo de previsão do Inmet indica que até o final do mês esse padrão será mantido. Além disso, são previstas chuvas abaixo da média para a Região Sul.

A previsão para dezembro indica chuvas abaixo da média (entre 10 e 50mm) no Rio Grande do Sul, oeste de Santa Catarina, norte de Minas Gerais, Acre, sudoeste do Amazonas e em áreas do Matopiba (região que abrange áreas dos Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). Nas demais áreas, as chuvas deverão ficar próximas ou ligeiramente acima da média.

Em janeiro são previstas chuvas abaixo da média em Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, Espírito Santo e no centro do Mato Grosso do Sul, sul e leste de Tocantins, sul do Piauí e na Bahia (exceto no leste do Estado). A Região Sul poderá ter chuvas ligeiramente acima da média, assim como o Estado de São Paulo e a faixa norte do Brasil.

Fevereiro poderá ter chuvas irregulares em praticamente toda a região central e o Sul do País. Destaque para áreas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina onde o modelo indica, novamente, chuvas abaixo da climatologia (média).

No início do Outono (meses de março e abril), o modelo de previsão climática do Inmet indica chuvas abaixo da média na Região Sul e também no Mato Grosso do Sul e no sul do Mato Grosso. Em março de 2022, a tendência é de chuva acima da média no Amazonas, Roraima, Pará, Piauí e centro e sul do Ceará. Também há uma tendência de chuva acima da média no sul de Minas Gerais e norte de São Paulo, região de reservatórios importantes para o setor elétrico.

Fonte: Compre Rural