Entidades da Polícia Civil enviam reivindicações ao governo de SP

Autoridades e sindicalistas se reúnem por agenda de melhorias na Polícia Civil
Autoridades e sindicalistas se reúnem por agenda de melhorias na Polícia Civil
Divulgação/Deputada Márcia Lia

Entidades de classe da Polícia Civil de São Paulo enviaram, em conjunto, um documento com dez propostas de modernização da instituição ao governo estadual. O documento, assinado pela Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Paulo) e o (Sindpesp) Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), foi entregue ao secretário de Estado de Segurança Pública, general Camilo Pires de Oliveira.

Veja também: Dois motoristas de aplicativo são mortos em menos de 24 h em SP

“Temos conversado com a categoria, via associação e sindicato, há alguns meses, discutindo melhorias para o trabalho da Polícia Civil, que tem sofrido muito com a não reposição de servidores afastados ou aposentados e também com o sucateamento de toda a estrutura de trabalho, precária há anos. É preciso dar atenção para o setor para não comprometermos ainda mais a segurança pública em São Paulo”, destacou a deputada Márcia Lia (PT), que participou de reunião com sindicalistas e integrantes do governo estadual.

Os delegados sugerem uma série de medidas para proporcionar a melhoria das condições de trabalho da categoria, como a criação de um fundo alimentado pelos objetos ilícitos recuperados nas ocorrências e eficiência na comunicação do sistema de inquérito eletrônico.

Leia mais: Jogador de basquete é morto por casal de adolescentes em SP

Também foram propostas da categoria especialização dos servidores que atuam no atendimento das ocorrências e nas atividades-meio, ampliação do setor de combate aos crimes de corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro para todas as delegacias seccionais e descentralização da investigação dos crimes de corrupção.

Os pedidos incluem ainda aperfeiçoamento das intalações da Polícia Civil em todo o Estado, compra de materiais e cursos de capacitação para os profissionais.

Análise da pauta de reinvindicações

O secretário da segurança pública paulista, general Camilo Pires, disse que já tinha conhecimento das propostas da categoria e que iria analisar o documento para tomar “algumas medidas” requeridas.