Projeto recolhe alimentos e serve refeições a imigrantes em São Paulo

Programa ocorreu no dia 13, na zona leste de São Paulo
Programa ocorreu no dia 13, na zona leste de São Paulo
Divulgação Instituto Stop Hunger

Cerca de 2,5 toneladas de alimentos que iriam ser desperdiçados serviram como mais de 4.200 refeições em uma iniciativa de combate à fome e à mãe nutrição no Brasil, país que tem 7,2 milhões de pessoas com insegurança alimentar grave, ou seja, “que passam pela privação de alimentos, podendo chegar à sua expressão mais grave, a fome”.

Leia mais: Os dados que contradizem afirmação de Bolsonaro de não há fome no Brasil

Na sexta-feira (13), o Instituto Stop Hunger Brasil promoveu a 7ª edição do programa Feed Truck, projeto social que recolhe alimentos que seriam desperdiçados para transformá-los em comida saudável e de qualidade. Ao longo das edições, 2,5 toneladas de alimentos foram recolhidas, culminando em mais de 4.200 pratos. Nesta ação, as refeições foram entregues para cerca de 74 “panas” venezuelanos, nome que os refugiados advindos da Venezuela preferem ser chamados, no Parque São Lucas, na zona leste da capital paulista. Na ação, teve entrada, prato principal típico do país vizinho e sobremesa.

“Promover ações para ajudar àqueles que necessitam é nosso principal objetivo, mas também queremos chamar atenção da sociedade para o grande volume de alimentos desperdiçados diariamente e os cuidados necessários para a preservação do meio ambiente quando o assunto é alimentação. A ação conta inclusive com a utilização de materiais descartáveis biodegradáveis que se decompõem em até seis meses na natureza”, disse Andreia Dutra, presidente do Instituto.

Veja também: Projeto faz com que hortaliças invadam as lajes de Paraisópolis

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 3,6% dos brasileiros têm insegurança alimentar grave – o índice equivale a 7,2 milhões de pessoas – na definição do órgão, domicílios registrados nesta seção podem-se “passar pela privação de alimentos, podendo chegar à sua expressão mais grave, a fome”. Os números são de 2013, ano da última pesquisa. Naquela ocasião, 52,8 milhões de pessoas, sendo 25,7% dos brasileiros, eram considerados pobres, números que passou para 54,8% milhões em 2017.

Na tentativa de reduzir tais dados, o Instituto, com a colaboração da Sodexo, realizou em julho uma campanha para incentivar a prática de exercícios físicos na estação mais fria do ano. A cada 5 km percorridos, a empresa doou 1 kg de alimento ao Stop Hunger. No final da ação, 6,9 toneladas de alimentos, o equivalente a 13,8 milhões de refeições, foram arrecadados, gerados a partir de 34.721 mil km percorridos. Parte do alimento foi destinado para a 7ª edição do Feed Truck, enquanto a outra parte para outras instituições.