• 3 de agosto de 2021 6:49 am

André marca no fim e garante vitória do Fluminense sobre o Flamengo no Brasileirão

Rubro-Negro dominou boa parte do clássico, mas viu o Tricolor crescer na segunda etapa e garantir a vitória aos 45 minutos do segundo tempo

Fluminense venceu o Flamengo em clássico (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Domínio do Flamengo no primeiro tempo, equilíbrio e luta do Fluminense no segundo e gol salvador de André já nos acréscimos, pouco depois de entrar. Esta foi a história da vitória por 1 a 0 do Tricolor no quarto clássico da temporada, neste domingo, em partida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena.

Com o resultado, o Flu sobe para sétimo, com 13 pontos, e fica a frente do Fla, em oitavo, com 12 e dois jogos a menos. As duas equipes voltam a entrar em campo na próxima quarta-feira. O Fla visita o Atlético-MG às 19h, no Mineirão, enquanto o Flu recebe o Ceará às 21h30, em São Januário.

​DOMÍNIO

Como era esperado, especialmente pelo estilo de jogo das duas equipes, o Flamengo teve mais posse de bola e fez praticamente um monólogo no primeiro tempo. Bruno Henrique teve pelo menos duas grandes oportunidades na cara do gol, mas parou em belas defesas de Marcos Felipe. O Fla também teve uma bola no travessão. O Rubro-Negro empilhou chances, mas, como mostrou em outras partidas, teve dificuldade de transformar a superioridade em bolas na rede.

INEFICIENTE

Pelo lado do Fluminense, a equipe apresentou dificuldades para aproveitar os espaços. Em mais uma partida com atuação ruim, os comandados de Roger Machado tiveram apenas uma boa chance, com Fred, e sofreram para chegar ao ataque. A boa notícia foi manter o zero no placar, graças a um pouco de sorte e Marcos Felipe. Lento, pouco produtivo e sem conseguir encaixar a marcação, o Tricolor sofreu.

RECLAMAÇÕES COM O ÁRBITRO

A arbitragem também gerou insatisfação no clássico. Distribuindo muitos cartões amarelos, Luiz Flavio de Oliveira deixou de dar o vermelho a Vitinho após entrada dura em Gabriel Teixeira. O jogador do Flamengo já tinha um cartão contestável, assim como o zagueiro Nino.

MELHOR

A figura do início do segundo tempo foi parecida com a do primeiro. Flamengo com a posse, tentando trocar os passes e chegando mais pelas laterais, mas sem conseguir abrir o placar. Tudo mudou a partir dos 15 minutos. O Fluminense passou a adiantar mais suas linhas e ficou mais tempo com a bola, forçando os erros do Fla e, enfim, dando trabalho aos defensores. Lucca chegou a perder uma chance sem goleiro e a defesa afastou.

EQUILÍBRIO

A parte final do clássico foi um jogo de duas equipes e não mais de uma só. Com as mudanças feitas por Roger, dando um novo gás para a equipe, o Fluminense pressionou a saída e mostrou velocidade, entrando de vez na partida. Do outro lado, Ceni não conseguiu se adaptar às alterações do adversário e viu sua equipe sofrer mais. Mesmo com a bola, o Fla passou a agredir menos e viu a confiança do Flu crescer.

HEROICO

Depois de persistir, o Fluminense garantiu a vitória. Aos 45 minutos, Nene segurou bem no meio e acionou Kayky, que achou Luiz Henrique. O atacante fez a jogada na linha de fundo e cruzou rasteiro. André, que havia acabado de entrar, completou e fez seu primeiro gol como profissional para decidir o clássico.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 0X1 FLUMINENSE

Data/Hora: 04/07/2021, às 16h (de Brasília)
Local: Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Árbitro de vídeo: Marcio Henrique de Gois (SP)

Gols: André (45’/2ºT) (0-1)
Cartões amarelos: João Gomes, Vitinho, (FLA), Nino (FLU)
Cartões vermelhos: 

FLAMENGO: Diego Alves; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Rodrigo Caio e Filipe Luís; João Gomes (Thiago Maia – 25’/2ºT), Willian Arão e Vitinho (Muniz – 25’/2ºT); Michael (Max – 34’/2ºT), Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Rogério Ceni.

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro, Egídio; Martinelli (André – 41’/2ºT), Yago, Cazares (Nene – 21’/2ºT); Gabriel Teixeira (Kayky – 41’/2ºT), Caio Paulista (Luiz Henrique – 25’/2ºT) e Fred (Lucca- 21’/2ºT). Técnico: Roger Machado.

Fonte: Lance

 

Deixe uma resposta