Jogos de Tóquio: seleção de vôlei sentado inicia temporada em Sergipe

As seleções brasileiras de vôlei sentado, já classificadas para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, iniciarão a temporada de treinamentos em Sergipe. Para atingir o melhor nível técnico, tático, físico e mental, a Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes (CBVD) montou um cronograma de atividades para o time masculino, entre 17 e 23 de janeiro, e para a feminina, entre 24 e 30. As duas equipes ficaram com o bronze na Rio 2016.

A Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes (CBVD) formalizou diversas parcerias com as autoridades locais de Aracaju e de Itabaiana para conseguir viabilizar a retomada das atividades antes mesmo da reabertura do CT Paralímpico em São Paulo. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou, na última quarta-feira (13), o retorno dos treinos na capital paulista para os primeiros dias de fevereiro. Inclusive, o vôlei sentado é uma das modalidades que farão parte do reinício das atividades no local.

Para facilitar a logística, e seguir rigorosamente todos os protocolos sanitários impostos pelos órgãos fiscalizadores nordestinos por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), durante as atividades, as equipes masculina e feminina serão divididas e todos os atletas seguirão do aeroporto direto para o laboratório para fazer o exame de sorologia, além do uso obrigatório de máscara, álcool em gel e manutenção de distanciamento social.

Segundo o presidente da CBVD, Ângelo Alves Neto, esta será a primeira das sete fases de treinamentos previstas para a temporada. “Conversamos com a superintendente de esporte, Mariana Dantas, e apresentamos a nossa intenção de trazer as seleções para Sergipe. De ato ela topou e, nos próximos dias, os atletas e toda comissão técnica estarão em Aracaju. Também fizemos uma visita técnica ao Centro de Iniciação ao Esporte em Itabaiana junto com o secretário Roosevelt Santana. Tenho certeza de que todos os esforços resultarão na medalha de ouro das duas seleções nos Jogos Paralímpicos Tóquio 2021”, concluiu o dirigente.

%d blogueiros gostam disto: