• 3 de agosto de 2021 5:12 pm

UFC 264: Conor McGregor fratura o tornozelo e Dustin Poirier vence por interrupção médica

Irlandês estava em desvantagem na disputa, mas acidente o impede de continuar a lutar após o primeiro round. Poirier diz não respeitar por McGregor pelo que ele falou antes da luta

A luta principal do UFC 264 entre Conor McGregor e Dustin Poirier teve um desfecho que ninguém poderia esperar. Após um primeiro round muito disputado, com vantagem para Dustin Poirier, Conor McGregor sofreu uma fratura no tornozelo esquerdo nos segundos finais, não tendo condições de continuar lutando. A vitória foi de Poirier por nocaute técnico aos cinco minutos, por interrupção médica.

Veja as entrevistas pós-luta dos dois lutadores:

– Ele fraturou em uma das defesas no começo da luta, e aí quebrou naquele soco, com certeza. Quando eu apontei para ele no começo da luta, foi quando eu defendi um dos chutes e aposti que foi quando quebrou. Eu senti algo, mas ele me chutou com força. Deveria estar rachado e o giro para socar terminou de quebrar. eu aguento a falação, e não há limites para o trash talk, mas não se brinca com assassinato. Isso não tem volta. E esse cara estava dizendo que iria me matar, que eu sairia daqui em um caixão. Não se fala assim com as pessoas. Eu espero que ele volte saudável para a sua linda família. Ele me acertou com um bom cruzado, como na última luta. Eu não vi e ele me acertou. Fiquei um pouco atordoado, mas as pernas estava firmes. A queda foi fácil. Ele colocava os dedos na minha luva e me puxava para chutar para cima. Eu tentei avisar Herb. Esse cara é sujo. E todos que estão me vaiando, podem ir se f***! Carma é um espelho. Esse cara falou muita m**** nas entrevistas e eu venho trabalhando duro, mas essas coisas acontecem às vezes. Eu o venci – disse Poirier após a luta.

Tornozelo fraturado de Conor McGregor no UFC 264 — Foto: Getty Images

– Eu estava arrancando a cabeça dele com o meu boxe e chutando as suas pernas, que é o normal para encurtar a distância. Isso não acabou! Se tivermos que acertar as contas lá fora, vamos lá! Não nos importamos! Não houve defesa de chutes! Ele não defendeu nenhum deles! Sua esposa me manda mensagens privadas! Me escreva mais tarde, querida! Estaremos festejando na boate Wynn! Você ainda está em forma, sua vadia! Ele que se f***! Senti que algo tinha se separado e eu pisei com a perna bamba como aconteceu com Anderson Silva ou algo assim. Esse negócio é uma loucura… – disse McGregor, claramente alterado, antes de deixar o octógono em uma maca, com o tornozelo imobilizado e ser levado para o hospital, onde passará por uma cirurgia.

Conor McGregor deixa o octógono do UFC 264 de maca após fraturar o tornozelo — Foto: Getty Images

A luta começou com McGregor desferindo dois chutes rodados e mais dois chutes altos buscando encurralar Poirier na grade. O irlandês apostava nos chutes nas pernas, golpe que acabou com a sua estratégia na última luta. Poirier devolvia os chutes nas pernas, e o irlandês tentava, sem sucesso, catar a perna do americano. Poirier desferiu dois golpes duros de direita, e McGregor sentiu, travando a luta na grade. O americano deixou o pescoço exposto e McGregor tentou uma guilhotina, mas o americano defendeu e ficou por cima no chão.

Dustin Poirier dominou Conor McGregor no chão no UFC 264 — Foto: Getty Images

O irlandês desferia cotoveladas, e Poirier respondia com ataques no ground and pound. O americano castigava McGregor no chão, e o irlandês tentava se defender com pedaladas que não tinham efeito. Nos últimos segundos Conor McGregor levantou-se e, após os dois trocarem golpes, o irlandês fraturou o tornozelo, não tendo mais condições de continuar na luta após o fim do round.

Deixe uma resposta