Vasco segura pressão do Oriente Petrolero e avança na Sul-Americana

Com uma bola no travessão aos 50 minutos do segundo tempo, o Vasco segurou empate sem gols contra o Oriente Petrolero na noite desta quarta-feira (19), garantindo sua classificação na Copa Sul-Americana.

Reprodução/Twitter Conmebol Sulamericana

O Cruz-Maltino havia vencido o jogo da ida por 1 a 0, garantindo pelo placar agregado sua vaga na segunda fase da competição.

O duelo foi realizado na Estádio Ramón Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

O Vasco aguarda agora novo sorteio da Conmebol para conhecer seu próximo adversário na Copa Sul-Americana. O melhor resultado do Cruz-Maltino na competição foi em 2011, quando chegou até as semifinais e foi eliminado pela Universidad de Chile de Jorge Sampaoli.

TEMPO DE TREINO PARA ABEL BRAGA

Sem a vaga na final da Taça Guanabara, o Vasco terá mais de duas semanas para que o técnico Abel Braga possa colocar o time em melhor ritmo para a disputa da Taça Rio.

O Vasco fará sua estreia na Taça Rio contra o Resende, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, no dia 29 (sábado).

Na mesma semana, o Vasco terá compromisso pela segunda rodada da Copa do Brasil, quando recebe o ABC, em São Januário, no dia 5 de março (quinta-feira).

CLASSIFICAÇÃO GARANTIDA PELO TRAVESSÃO

A primeira jogada de perigo do jogo foi do Oriente Petrolero aos oito minutos. Montenegro recebeu na lateral da área e finalizou cruzado, mas Rojas chegou atrasado e perdeu grande chance para abrir o placar.

Aos 19 minutos, foi Carreño quem quase marcou o primeiro gol da partida. O volante arriscou falta da entrada da área e a bola passou perto do poste esquerdo.

O Vasco criou sua primeira chance de perigo aos 37 minutos. Yago Pikachu serviu Talles Magno, que buscou a finalização de cobertura e acertou o travessão.

Ainda deu tempo de Germán Cano criar boa chance. Aos 47 minutos, o atacante recebeu bom passe de Marcos Júnior, fintou Saucedo e bateu rasteiro perto do poste direito.

Fluminense não fura retranca da Unión La Calera e está fora da Sul-Americana

Fernando Miguel quase facilitou a tarefa do Oriente Petrolero aos cinco minutos do segundo tempo. Após cobrança de falta de Carreño, o goleiro bateu roupa e Salinas ficou livre para marcar, mas mandou a bola por cima da meta.

O Vasco respondeu com duas chegadas seguidas aos 22 e 23 minutos. Primeiro, Germán Cano cruzou rasteiro para Marrony, que pegou de primeira para Banegas espalmar.

Na sequência, Raul bateu escanteio, Banegas saiu mal da meta e Marcos Júnior rolou para Marrony finalizar para o gol, mas o atacante pegou muito embaixo da bola e perdeu grande chance.

O Oriente Petrolero voltou a assustar aos 34 minutos. Castillo lançou Zoch na área e o atacante finalizou à esquerda da meta.

Ribamar quase abriu o placar aos 42 minutos. O atacante recebeu na entrada da área e soltou a bomba para Banegas espalmar.

No minuto seguinte, Saucedo fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para Bueno, que cabeceou perto do travessão de Fernando Miguel.

Bueno teve grande chance aos 50 minutos. Novamente Saucedo colocou a bola nos pés do atacante, que recebeu livre, cortou para o meio e acertou em cheio o travessão.

Fonte: Paraná Portal

 

%d blogueiros gostam disto: