Reforço de R$ 311 mi do Chelsea não gosta de ‘estádios barulhentos’

Nos últimos dias, o Chelsea confirmou a contratação de Timo Werner. O atacante de 24 anos, destaque do RB Leipzig nos últimos anos, era uma das grandes sensações do mercado e, antes do acerto, chegou a ser cogitado em outros grandes clubes

Até por isso, o Chelsea desembolsou, segundo a mídia inglesa, 53 milhões de euros (R$ 311 milhões) para pagar a multa rescisória e garantir a chegada do autor de 32 gols na atual temporada

Porém, apesar do alemão ser considerado uma das grandes sensações entre os atacantes jovens no mundo todo, é possível que ele enfrente alguns problemas peculiares em um dos maiores clubes do mundo

Isso porque Werner já passou por um episódio bastante estranho para um atleta que sonha estar entre os melhores: ele pediu para ser substituído uma vez por causa do barulho da torcida. Esquisito, não é mesmo? Mas calma, o R7 explica para você…

Tudo aconteceu no dia 26 de setembro de 2017. Na ocasião, o RB Leipzig enfrentou o Besiktas fora de casa, em jogo válido pela fase de grupos da Liga dos Campeões

A torcida turca, conhecida como uma das mais fanáticas do mundo, provou que realmente sabe fazer pressão e, com muita festa, deixou os alemães bastante intimidados, principalmente Werner, grande destaque daquele Leipzig

O atacante se mostrou incomodado desde o início. E logo nos primeiros minutos se dirigiu até a área técnica de seu time para pedir tampões de ouvido para amenizar o barulho dos fãs do Besiktas

Mas o adereço não foi o suficiente e Werner pediu para ser substituído logo aos 31 minutos do primeiro tempo, enquanto seu time já era derrotado

Depois daquela estranha substituição, os jornais esportivos do mundo todo começaram a especular o que realmente tinha acontecido com Timo Werner

O jornal alemão “Bild” disse que o motivo que levou à substituição de Werner foi um problema circulatório – e o ato de colocar as mãos para tampar os ouvidos seria uma indicação médica para tentar amenizar os sintomas

Já o jornal “ÇapaMag” postou em seu perfil no Twitter supostas declarações de Werner ao fim do jogo. O jovem teria dito que “nunca viu um ambiente” igual em sua carreira e que não “conseguia se concentrar no jogo”, o que o levou a pedir algodão para colocar nos ouvidos

Em declarações publicadas por diversos veículos europeus, como a Sky Sports, o técnico Ralph Hasenhuttl admitiu que a atmosfera do estádio afetou seu principal jogador.  “Werner pediu para sair, então o tiro. É impossível preparar sua equipe para uma atmosfera como essa. Havia um barulho ensurdecedor no início do jogo, fomos um pouco afetados”

O próprio RB Leipzig, que estreou nesta temporada na Liga dos Campeões, brincou com a situação em suas redes sociais. “Primeiro ficamos surdos, depois cegos, agora finalmente as coisas estão voltando ao normal. Mas não sabemos em que minuto está o jogo”, escreveu o clube em seu perfil em inglês, quando a partida já estava 2 a 0. Em outra piada, cravou: “Nós não só estamos perdendo, como também estamos ouvindo um zumbido”

E uma explicação mesmo só aconteceu no dia seguinte. Através de um comunicado, o RB Leipzig informou que Werner sofre com problemas de vertigem, algo potencializado durante a partida contra o Besiktas: “Ele me pediu para sair. É impossível preparar seu time para uma atmosfera como esta. Havia um barulho ensurdecedor no início do jogo e nosso time estava um pouco afetado por isso. Encontrar um estádio como este é muito para alguns”, declarou o então técnico

Apesar do episódio ter sido bastante esquisito, ele nunca mais se repetiu, e Timo Werner mostrou que realmente é um dos melhores atacantes do mundo. E mais importante, aguenta a pressão

Até por isso, ele é o vice-artilheiro da Bundesliga e um dos grandes responsáveis por levar o RB Leipzig até as quartas de final da Liga dos Campeões, algo conquistado às vésperas da parada por causa do coronavírus

Porém, como sua cabeça já está no Chelsea, o atacante já declarou que não disputará a fase final da competição europeia, já que deseja se juntar logo ao time inglês para se preparar da melhor forma possível para a próxima temporada

Toda essa empolgação em defender o clube azul de Londres fica evidente nas palavras de Werner: “Estou muito satisfeito por assinar com o Chelsea, é orgulho ingressar nesse grande clube. Estou ansioso para a próxima temporada com meus novos companheiros, meu novo técnico e, claro, os torcedores. Juntos, temos um futuro de muito sucesso pela frente.

Fonte: R7

 

%d blogueiros gostam disto: